Home / Destaque / Alta e escassez dos insumos acende alerta para a safra 2022/23

Alta e escassez dos insumos acende alerta para a safra 2022/23

Para não ficar refém das oscilações do mercado, empresas atacadistas de agroinsumos, revendas e distribuidores podem contar com novas tecnologias que auxiliam na gestão de compra e vendas de produtos

A alta dos insumos agrícolas e a escassez de produtos acende um alerta para a safra de soja 2022/23 e também para as culturas de inverno que devem ser cultivadas ainda esse ano. As dificuldades provocadas pela deficiência energética nos principais países produtores e a dependência do agronegócio brasileiro aos insumos importados traz um cenário desafiador para empresas e produtores rurais.

Segundo especialistas e estudiosos no assunto, este cenário deve se estender por todo o ano de 2022. Embora o cenário gere dúvidas e incertezas, com informações, novas tecnologias e cautela, há soluções para que os cultivos não sejam prejudicados e produtos em falta sejam supridos. A plataforma AgriAcordo, no Brasil desde o ano passado, ajuda a mitigar a dificuldade de encontrar os produtos normalmente utilizados ou ainda driblar o aumento de custos com outras alternativas de insumos, como os biológicos, por exemplo.

A ferramenta foi desenvolvida para a oferta e demanda 100% para o mercado atacadista, e tem sido útil no acesso a novos fornecedores dos principais insumos agrícolas faltantes neste momento e na análise de preços praticados pelo mercado nacional. “Se uma revenda não consegue o produto de seu fornecedor habitual, ela tem acesso, por meio da plataforma, a outras opções em qualquer região”, comenta Julio Zavala, diretor no Brasil da AgriAcordo.

Atualmente, a rede conta com mais de 200 empresas cadastradas no sistema e, em sete meses de operação no Brasil, alcançou R$ 4,5 milhões de operações comercializadas, em vários estados. Com maior transparência e conexão, empresas atacadistas de agroinsumos, revendas e distribuidores conseguem manter as comercializações por via somente tecnológica, facilitando o atendimento às demandas dos produtores que estão na ponta e precisam seguir com o trabalho no campo.

Informação e planejamento driblam desafios

As empresas cadastradas na plataforma têm acesso, semanalmente, aos estoques dos produtos mais demandados, mais ofertados e àqueles com pouca disponibilidade. “São painéis para que toda a rede possa operar de forma ágil, cotando, pesquisando demandas com boas condições ou publicando seus produtos”, coloca o diretor.

Este cenário de poucas certezas exige que as empresas façam um bom planejamento para atender os produtores. A busca de bons parceiros é fundamental para garantir a compra dos produtos necessários ou para encontrar as alternativas mais viáveis aos nutrientes que estão faltando no solo do cliente. “O momento é de cautela, mas também de buscar alternativas. Conhecer os preços e ter a possibilidade de acesso a novos fornecedores é um diferencial e a AgriAcordo tem todas as ferramentas para que as empresas possam comercializar com segurança”, finaliza Zavala.

 

Sobre – Com operações iniciadas em junho deste ano no Brasil, a AgriAcordo é a primeira plataforma online a permitir a comercialização de insumos agropecuários somente entre empresas bem avaliadas do setor. A startup é subsidiária brasileira da argentina AgriRed, marketplace que é gerido pelo grupo americano Ag inputs Trading.

Check Also

Case IH apresenta portfólio voltado ao agricultor gaúcho durante Expointer

Marca destaca suas soluções tecnológicas e faz pré-lançamento de trator e plataforma de milho   …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.