Home / Destaque / Carregadores frontais no agronegócio

Carregadores frontais no agronegócio

Embora muitas pessoas equacionem o termo ‘agricultura’ com produção animal e agrícola, o agronegócio é uma excelente amostra de indústria de manuseio de carga em muitos aspectos. A atividade, por exemplo, envolve armazenamento, empilhamento, carregamento, descarregamento e transporte.   Em números, isso significa dizer que, a cada ano, milhões de metros cúbicos ou toneladas de material são transportados e manuseados.  Neste artigo, vamos abordar esses diversos aspectos do agronegócio e como os requisitos de transporte são amplos e merecem atenção nesta atividade tão importante para a economia de um país e dos produtores do setor.  Acompanhe!

O papel dos carregadores frontais na cadeia produtiva

Como citado anteriormente, os requisitos de transporte são extremamente amplos: desde a mercadorias a granel como cereais; carga geral em paletes e bigbags até a movimentação de solo, cascalho, esterco e outros materiais, praticamente, todas as possibilidades são cobertas.  Neste sentido, os carregadores frontais podem ser usados para muitos trabalhos na fazenda, no comércio e na indústria.  Um carregador frontal, essencialmente, equipa um trator com uma concha na dianteira com braço hidráulico com força para levantar e movimentar materiais. Além da função principal de concha, o carregador frontal pode ser considerado um portas ferramentas. Com sistema de engate rápido, a função concha pode ser substituída por outras.

 

Carregadores frontais são conhecidos também como: ·         Plaina Agrícola Dianteira ·         Plaina Agrícola Modulada ·         Plaina Frontal ·         Concha Dianteira ·         Pá Hidráulica Dianteira  ·         Pá Carregadeira ·         Carregador Frontal  ·         Conjunto Frontal

 

Para o recebimento de insumos na fazenda, o Guincho pode ser utilizado para movimentar bigbags com fertilizantes e sementes. Cargas acomodadas sobre paletes podem se descarregadas e armazenadas com a paleteira.

 

Para a alimentação de gado é possível utilizar garfos para silagem, além de pegadores para fardos de material pré secado.

 

Para limpeza geral, a plaina niveladora pode movimentar terra, pedras soltas e resíduos diversos.

 

A importância dos implementos na atividade rural

 

O trator é a principal fonte de potência em uma atividade rural, mas sabemos que são necessários máquinas e implementos para as operações de preparo de solo, plantio, cultivo e colheita.

 

Os tratores também são fundamentais para a produção de proteína animal, diversas máquinas são necessárias para prover alimentação para bovinos, suínos, aves e outros.

 

O Carregador frontal pode ser considerado o braço do produtor rural, uma extensão do trator que ajuda no dia a dia, que proporciona força para tarefas corriqueiras de uma fazenda, tornando os tratores agrícolas mais versáteis.

 

Como muitas vezes o Carregador Frontal não é considerado para atividades principais de produção, o produtor desconhece o quanto o trator pode ser útil quando equipado com “braços” para manipulações diversas.

 

Sabemos que existem máquinas específicas para movimentações, como Retroescavadoras, mini carregadoras, Pás carregadoras e manipuladores telescópicos.

 

Grandes produtores certamente podem utilizar essas máquinas para operações com fator de trabalho elevado, mas tratores agrícolas com carregadores frontais são capazes de tarefas e operações de apoio de sua produção e devem complementar as frotas de maquinário de movimentação.

 

Já para pequenos e médios produtores rurais, o carregador frontal pode aumentar a produtividade, poupar o uso de força física, reduzir a necessidade de mão de obra, proporcionar conforto e ganho de tempo. Assim se tornam mais competitivos e rentáveis.

 

Como no Brasil usa-se, basicamente, as máquinas e implementos agrícolas na barra de tração e sistema hidráulico de 3 pontos (parte traseira do trator), o uso do carregador frontal praticamente dobra as opções de uso do trator.

 

O trator agrícola para agricultura familiar pode ser considerado um agente de transformação, proporciona ganhos e o desenvolvimento social de regiões agrícolas. Equipado com carregador frontal, o trator poupa o agricultor de força física e dá mais rendimento para os trabalhos.

 

No início do desenvolvimento das áreas agricultáveis no Brasil, tratores eram equipados com plainas frontais com a finalidade de ajudar na abertura de áreas e, nos dias de hoje, os carregadores frontais herdaram um conceito equivocado de uso deste tipo de implemento e a função de carregamento fica sem destaque.

 

No Brasil, a estimativa é que 15% dos tratores são equipados com carregadores frontais, mas em mercados mais desenvolvidos como a Europa e EUA, o percentual de tratores até 100 CV equipados chega a 90%.

 

A administração pública, recorrentemente doa tratores agrícolas para comunidades em regiões de agricultura familiar, às vezes, até com objetivo de amparar famílias em situação de pobreza na zona rural. Equipar esses tratores com carregadores frontais, com certeza, seria uma política pública mais transformadora.

 

Marispan

A Marispan é especialista e líder em carregadores frontais para tratores agrícolas. Localizada em Batatais (SP), a empresa tem, como missão, fornecer implementos para proporcionar ganhos em atividades agrícolas e pecuárias.

 

Entre os valores da Marispan, está o desenvolvimento de parcerias saudáveis e duradouras, aplicação da tecnologia e inovação para melhoria contínua e oferecer um ambiente de trabalho seguro e favorável para o desenvolvimento profissional.

Check Also

Case IH apresenta portfólio voltado ao agricultor gaúcho durante Expointer

Marca destaca suas soluções tecnológicas e faz pré-lançamento de trator e plataforma de milho   …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.