Home / Destaque / Movimento Juntas para Construir da New Holland Construction selecionará mulheres para curso gratuito de operação em retroescavadeira

Movimento Juntas para Construir da New Holland Construction selecionará mulheres para curso gratuito de operação em retroescavadeira

 

Marca promove evento online voltado para mulheres sobre operação de máquinas pesadas

 

A New Holland Construction, marca da CNH Industrial, realizará no dia 29 de março, às 19 horas, um webinar gratuito destinado a mulheres que desejam ingressar no mundo de operação de máquinas de construção ou alavancar sua carreira nesse segmento. Dez participantes serão selecionadas e receberão de forma gratuita um curso completo de operação de retroescavadeira a partir de junho. Mais informações e inscrições estão disponíveis nas redes sociais da marca.

A ação faz parte do movimento Juntas para Construir, no qual a New Holland Construction é pioneira. A ideia é fomentar a inclusão de mulheres no setor de construção como operadoras de máquinas, uma profissão que ainda é, em sua maioria, formada por homens. A ONG Mulher em Construção, que promove a inclusão e a capacitação de mulheres para o mercado de trabalho, por meio de cursos, workshops e oficinas gratuitas, é parceira desse projeto. A organização já atendeu mais de 5 mil mulheres interessadas em atuar na construção civil.

Presença garantida no evento, Paula Araújo, líder da New Holland Construction para a América Latina, destaca a importância do movimento que vai contribuir com a diversidade no mercado da construção. “As mulheres têm conquistado um espaço cada vez maior no mercado de trabalho da operação de máquinas pesadas, mostrando sua competência e superando cenários adversos. A determinação delas corrobora para trazer sensibilidade a todos os ambientes e, ao mesmo tempo, uma assertividade que contribui para a produtividade e competitividade do setor”, comenta.

“Sabemos das dificuldades dos nossos clientes em contratar profissionais qualificados. Com as expectativas positivas do setor, a tendência é que haja mais necessidade de mão de obra para atender a demanda. O objetivo do movimento Juntas para Construir não é apenas capacitar, é também incentivar a inclusão delas no mercado e que poderá suprir esse gargalo”, destaca o gerente de Marketing da New Holland Construction, Giovanni Borgonovo.

Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), apontam que a presença feminina no setor da construção civil no Brasil aumentou cerca de 50% na última década. Isto representa mais de 200 mil mulheres trabalhando neste segmento.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) no comparativo entre os meses de fevereiro de 2021 e janeiro de 2022, o Brasil registrou um aumento de 0.87% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho para a função que está em alta no momento: pessoa operadora de escavadeira. “Há demanda no mercado e a capacitação de mulheres para que elas possam se qualificar e disputar essas vagas é a forma que a New Holland Construction contribui com a inclusão e a evolução desse setor predominantemente masculino”, reforça a coordenadora de Brand Communication da New Holland Construction, Fernanda Mesquita.

Para a idealizadora da ONG Mulheres em Construção, Bia Kern, o apoio de empresas como a New Holland Construction é fundamental para que mais mulheres possam ser assistidas pelos programas de assistência social. “Esses projetos ajudam, não apenas a capacitar mulheres, mas a gerar renda, independência financeira e, principalmente, abrir caminho para o protagonismo feminino em setores onde não tínhamos espaço”, ressalta.

A New Holland Construction disponibilizará também um site dedicado com conteúdo sobre mercado de trabalho, dicas de carreira e outros temas voltados a todas as mulheres que desejam ingressar neste universo da operação de máquinas de construção.

 

Check Also

TVH inaugura mais uma filial em Contagem – MG.

Empresa atacadista que atua no fornecimento de peças de reposição multimarcas para equipamentos industriais, agrícolas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.