Home / Destaque / New Holland leva à Expodireto Cotrijal o primeiro trator movido a biometano do mundo

New Holland leva à Expodireto Cotrijal o primeiro trator movido a biometano do mundo

T6 Methane Power, que reduz em até 80% as emissões de gases na comparação com um motor a diesel, reafirma a posição da marca como líder mundial em energia limpa

A New Holland Agriculture, marca da CNH Industrial, vai apresentar na 22ª edição da Expodireto Cotrijal, que ocorre em Não-Me-Toque (RS) entre 7 a 11 de março, o primeiro trator do mundo movido a gás metano, reafirmando a sua posição de líder mundial em energia limpa. O modelo T6 Methane Power, produzido em Basildon, na Inglaterra, foi lançado comercialmente no Brasil durante o Show Rural Coopavel, realizado em fevereiro no Paraná. A máquina já está à disposição dos clientes da marca no país via importação.

“É com muito orgulho que apresentamos aos agricultores e pecuaristas brasileiros essa nova tecnologia, que reforça a nossa liderança no desenvolvimento de combustíveis alternativos, mais amigáveis ao meio ambiente e que entregam a mesma eficiência energética e operacional de um trator convencional, além de possuir uma melhor relação de custo-benefício para o produtor rural”, ressalta Rafael Miotto, vice-presidente da New Holland Agriculture para a América Latina.

O trator biometano inaugura um novo segmento de máquinas agrícolas, por sua inovação no uso de combustíveis alternativos e mais amigáveis ao meio ambiente. Ele vinha sendo testado no Brasil desde 2017, como protótipo, com ótimos resultados. Recentemente, o T6 Methane Power foi eleito Trator Sustentável do Ano 2022 durante a EIMA Internacional, feira mundial que expõe novidades em máquinas agrícolas, que ocorreu em outubro de 2021 em Bolonha, na Itália.

“Esse tipo de trator dá ao produtor rural a possibilidade de utilizar o biogás gerado dentro da propriedade (a partir dos dejetos dos animais, por exemplo) para abastecer o equipamento, aproveitando o chamado ciclo virtuoso da fazenda, que se torna cada vez mais autossuficiente do ponto de vista energético e ambientalmente correta. E como um extra ainda tem a redução dos seus custos operacionais e tranquilidade no gerenciamento das suas atividades, pois se torna autossuficiente em produção e uso de combustível, ficando livre de todas as incertezas do mercado de combustíveis fósseis”, afirma Cláudio Calaça Júnior, diretor de Marketing de Produto da New Holland Agriculture para a América Latina.

Redução de 80% nas emissões

A tecnologia de propulsão por biometano oferece inúmeras vantagens ambientais, incluindo a redução de até 80% das emissões em comparação com um motor diesel padrão. Ao usar o biometano, o impacto de carbono da máquina é virtualmente zero, e uma redução de custos entre 25% e 40% pode ser alcançada quando comparada com os combustíveis convencionais.

Equipado com motor eletrônico FPT 100% a gás natural, o T6 Methane Power possui transmissão Semi Powershift 16 x 16, o que garante um excelente escalonamento de marchas e maior agilidade durante o trabalho. Além disso, o trator tem eixo dianteiro em peça única e suspensão de cabine, fornecendo maior conforto interno. A cabine oferece visão 360º e em conjunto com as luzes de LED garante a qualidade das operações, mesmo à noite.

O trator vem equipado, ainda, com a mais moderna tecnologia de telemetria e agricultura digital da New Holland. Ele vem de fábrica com o sistema de orientação integrada IntelliSteer, que oferece controle completo de direção da máquina com o toque de um botão. Também possui o sistema ISOBUS class 2, que traz informações diretamente para o monitor do trator e o Intelliturn, que garante de forma automática as manobras de cabeceira. Além disso, o T6 Methane Power está conectado ao MYPLMCONNECT, o portal oficial de telemetria da New Holland para Gestão da Fazenda, que possibilita ao agricultor monitorar sua frota e fazer a análise dos dados agronômicos independentemente do tamanho e do tipo de propriedade. Também oferece o suporte da Central de Inteligência de Serviços, que otimiza o tempo de máquina parada.

Investimento em inovação

A New Holland Agriculture é conhecida como uma marca que investe constantemente em inovação, adotando uma cultura que aposta no desenvolvimento de soluções alinhadas às megatendências que envolvem o agronegócio, como digitalização, servitização, automação e combustíveis alternativos, mas sempre com foco no cliente final.

“Como marca, buscamos entregar a solução ideal para a necessidade do cliente, independentemente do tamanho da operação agrícola. Investimos constantemente em novas tecnologias para que o produtor possa extrair a maior produtividade e ao mesmo tempo reduzir os custos, além de praticar uma agricultura mais sustentável. Mas também queremos que essas soluções sejam fáceis de usar, amigáveis e alinhadas com aquilo que ele procura. Por isso somos conhecidos com uma marca simples, de fácil contato e próxima dos agricultores”, diz Gustavo Taniguchi, diretor de Marketing Comerial da New Holland Agriculture para a América Latina.

Metas ambientais

Desde 2006, quando a New Holland lançou sua estratégia de Líder em Energia Limpa, seguida pelo lançamento em 2013 do primeiro protótipo de trator da série T6 movido a metano, a marca tem repetidamente enfatizado seu compromisso de cumprir suas metas ambientais e contribuir para a redução de CO2. Apresentado pela primeira vez em 2017 e lançado oficialmente dois anos depois, o T6.180 Methane Power possui motor FPT NEF reprojetado de seis cilindros, produzindo 175 hp como seu equivalente a diesel. Os injetores de gás e as velas de ignição substituem o injetor de diesel, com o gás injetado em cada cilindro para uma combustão constante, limpa e maximizada.

Em comparação com os limites permitidos pelas regras de emissões do Estágio V da UE, as emissões de monóxido de carbono do T6.180 movido a metano são 80% mais baixas, enquanto o nível de hidrocarbonetos não metano é reduzido em 90%. Os materiais particulados diminuíram 98%, o óxido nitroso 62% e o CO2, 11%. No entanto, o T6.180 Methane Power tem a mesma potência máxima de 175 hp que seu primo convencional e produz torque máximo de 740 Nm. Os custos de operação são até 30% mais baixos, e com menor vibração.

Em outros quesitos, o trator se assemelha ao seu equivalente movido a diesel, mas a principal mudança está na substituição dos tanques de combustível por uma combinação de dez tanques dispostos ao redor do centro do chassi. A unidade de ‘extensor de autonomia’ montada na frente pode ser substituída por um levantador hidráulico frontal e PTO se necessário ou removida para trabalho de carregadeira. Com 455 litros de capacidade de gás, equivalente a 79 kgs, o trator tem combustível suficiente para cerca de oito horas de transporte rodoviário ou trabalho de tomada de força, chegando a 14 horas para operar algo como um alimentador de gado.

De acordo com Bruno Belorini, gerente de Marketing de Produto da New Holland Agriculture, o trator movido a biometano surpreenderá os clientes pela sua potência e torque semelhantes a um trator a diesel. O reabastecimento também é simples e muito parecido com o de um carro ou caminhão movido a GNV.

“A vantagem do gás metano como combustível é que ele pode criar um sistema de energia circular. Quando queimado em circunstâncias controladas em um motor como o do T6.180 Methane Power, os subprodutos são dióxido de carbono e água. Quando você considera o CO2 liberado na criação do combustível, não apenas nosso cliente se beneficia da redução de 11% de CO2 no tubo de escapamento, mas também pode se beneficiar da fonte do combustível”, afirma Belorini.

Segundo ele, ao usar o metano produzido a partir de uma usina de biogás com uma mistura de resíduos, os clientes podem obter carbono neutro, mas quando o metano é coletado diretamente de uma lagoa de dejetos, não apenas as emissões de metano são impedidas de escapar para a atmosfera quando está sendo usado em vez de um combustível fóssil, trazendo um benefício duplo na economia de CO2.

Nesse sentido, as fazendas que operam com o biometano podem se tornar não apenas produtoras de alimentos, mas também fontes de combustível, e os tratores movidos a gás são os facilitadores desse processo circular. Produtos residuais, como esterco de gado, podem se tornar valiosas fontes de combustível. Além de ser mais limpo de manusear ao reabastecer e durante a combustão no motor, o metano é um combustível prontamente disponível, o que permite que os produtores rurais comecem a reduzir sua pegada de CO2 imediatamente.

 

New Holland: uma história na busca por soluções em energia limpa

2006 – a New Holland Agriculture foi a primeira fabricante a oferecer 100% de compatibilidade com biodiesel;

2009 – a marca desenvolveu o primeiro conceito de trator movido a hidrogênio do mundo, o NH2, oferecendo a viabilidade de sua tecnologia de emissão zero para o futuro. Este foi um elemento chave do conceito Energy Independent Farm, lançado ao mesmo tempo;

2012 – dentro dessa linha de oferecer projetos de redução das emissões, a New Holland criou o seu primeiro trator protótipo movido a propano e, agora, está desenvolvendo um T6 que pode ser abastecido com propano, em parceria com o Propane Education & Research Council (PERC);

2013 – a marca apresentou o primeiro protótipo do trator T6 movido a metano. O trator conceito movido a metano criava um elo vital no ciclo virtuoso que fornece uma produção neutra de CO2, em que a própria fazenda produz a energia que precisa para realizar suas operações, aquecer instalações agrícolas e fazer seus equipamentos funcionarem;

2017 – o trator biometano começa a ser testado no Brasil e em outros países;

2019 – após um período de testes e validações, o trator é finalmente lançado mundialmente como produto e apresentado na feira Agritechnica, na Alemanha, como uma peça fundamental do conceito de “Fazenda Independente de Energia” da marca;

2021 – o equipamento começa a ser produzido na fábrica de Basildon, na Inglaterra;

2022 – o trator é lançado no Brasil (via importação) durante o Show Rural Coopavel e será exibido na Expodireto Cotrijal.

Check Also

AGCO investe no crescimento da agroindústria brasileira

Companhia investirá R$ 340 milhões para fabricação de novos modelos de plantadeira, ampliação da linha …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.