Home / Destaque / Rivulis: Tecnologia torna as decisões mais assertivas

Rivulis: Tecnologia torna as decisões mais assertivas

A Rivulis, uma das líderes mundiais em microirrigação e fertirrigação, aproveita a safra agrícola brasileira 2018 para um importante lançamento nacional. Após quase um ano de testes no País, entra oficialmente no mercado o Manna Irrigation uma tecnologia que faz uma varredura via satélite de toda a área plantada e transmite à pessoa responsável pela irrigação, informações sobre em qual situação está a lavoura, se precisa de água ou não e qual o melhor momento.

            Segundo informa o Gerente Nacional de Vendas, Guilherme Souza, é um serviço de informação que reúne uma série de dados – clima, condição de solo, tipo de cultura, entre outros – para auxiliar na tomada de decisão sobre o gerenciamento da fertirrigação, aumentando a precisão no processo e diminuindo custos.

            Souza explica que o Manna tem sido usado em cerca de 40 tipos de culturas, entre anuais e perenes. Na fase de testes no Brasil, iniciada ano passado, comprovou sua eficiência em grãos, café, banana, algodão feijão e silviculturas. Já são mais de 3 mil ha ativos sendo monitorados pela ferramenta. Desde 2016, quando a startup desenvolvedora do produto foi adquirida pela Rivulis, já foi implantado em países como Israel, Austrália, Turquia, EUA e outros. “O sistema é acessado nas nuvens, dispensando sensores de solo, o custo de investimentos extras e até mesmo o risco de furtos ou degradação. Sua utilização se dá por assinatura anual, de US$ 10 por hectare”, informa o Gerente.  

            Ele ressalta que a tecnologia é um serviço exclusivo Rivulis, porém com abrangência para outros tipos de irrigação. “O Manna existe para dar mais liberdade para o produtor investir o seu tempo em atividades que necessitam sua atenção, como a gestão da sua lavoura, por exemplo. As informações geradas a partir do Manna dão um alto grau de empoderamento para o produtor rural que o  ajudará a tomar decisões mais assertivas”, afirma Souza, acrescentando que com esta ferramenta ele monitora a lavoura de qualquer parte do mundo. “E o mais importante é que é um produto para novos projetos de irrigação ou para os já instalados”, ressalta.

            André Cenci é produtor de café em São João da Aliança, Goiás, município que fica na Chapada dos Veadeiros, no entorno do Distrito Federal. Atualmente produz a variedade Arábica, mas está trabalhando para ter café Tipo Especial, com o objetivo de atingir um mercado mais elaborado, principalmente com vistas a atender o grande volume de consumo que tem em Brasília. Para isto, tem consciência que precisava investir num sistema de irrigação eficiente e optou pela microirrigação. Todos os 90 hectares são irrigados.

            Em uma viagem que fez para Israel, conheceu a tecnologia Manna e decidiu implantá-la na sua lavoura. “Neste primeiro estágio eu preciso controlar o nível da vegetação dos cafezais, porque disto depende a próxima safra. Com esta tecnologia, eu consigo gerir muito melhor o processo de irrigação e do uso da água, deixando cada planta no estágio ideal para a produção e auxiliando no controle de pragas, é uma ferramenta excelente!”, afirma Cenci.

Check Also

Como ter um sistema de Energia Solar na sua casa

Muitas pessoas ainda acham que instalar placas de energia solar residencial para geração de energia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *