Home / Destaque / Mais prático, Vagão Misturador Vertical ganha preferência dos pecuaristas

Mais prático, Vagão Misturador Vertical ganha preferência dos pecuaristas

A combinação de novas tecnologias e materiais mais resistentes consolidaram os vagões misturadores verticais como a melhor opção de modelo para o manejo diário de rebanhos de corte e leite.

A nova geração de máquinas proporciona mais flexibilidade e praticidade para o trabalho diário de alimentação de animais, pois tem a capacidade de incorporar qualquer tipo de volumoso, desde fibras curtas, grãos e rações até fibras longas, como feno e pré-secado.

 

A marca holandesa Trioliet, líder mundial no segmento, é distribuída com exclusividade pela Bouwman no Brasil. A ampla variedade de modelos oferecida permite que fazendas de qualquer porte utilizem o equipamento vertical, independente do tipo de infraestrutura disponível a campo.

 

O portfólio disponível para os produtores de qualquer região do Brasil inclui equipamentos com diferentes tamanhos, desde 5 a 52 m³ de capacidade, modelos rebocados, rebocados autocarregáveis, autopropelidos, versões para caminhões e também estacionários.

 

“Nos sistemas de mistura horizontal o produtor fica limitado quanto à utilização de tamanho de fibra. Com a forte tendência de utilização cada vez maior de fibra longas como feno e pré-secado, o produtor tem procurado uma forma que dê essa liberdade de escolha na hora de formular sua dieta animal. E os vagões Trioliet oferecem essa possibilidade, pois além de proporcionar uma mistura muito eficiente também proporcionam uma picagem ideal dessa fibra para o consumo animal”, afirma Edgar Zin Junior,  Engenheiro Agrônomo e Representante Comercial da Bouwman.

 

De acordo com o especialista, este tipo de equipamento já é o mais utilizado pelos pecuaristas de leite e a tendência é que ganhe a preferência também dos pecuaristas de corte nos próximos anos. “No exterior a procura é muito grande, pois a operação é muito mais simples”, explica Edgar.

 

Redução de custos e manutenção

 

Além de proporcionar uma mistura homogênea, de melhor qualidade e com picagem perfeita, os equipamentos da Trioliet ainda contribuem para a redução dos custos operacionais e de manutenção. A estrutura desenvolvida e fabricada na Europa é feita com material de altíssima qualidade, o que torna o produto muito resistente ao desgaste.

 

“Nossa cuba de mistura é soldada direto no chassi, diferente dos modelos em que a cuba vai em cima da célula de carga. Por isso a durabilidade do material é muito maior e a necessidade de manutenção é baixa, além disso, o desgaste total do equipamento e muito menor devido ao sistema de mistura vertical, pois o atrito com as paredes do equipamento é muito baixo, causando um menor desgaste nas chapas do misturador”, detalha Edgar Zin.

 

Outra vantagem dos modelos verticais da Trioliet é que eles podem ser conduzidos por tratores de potência mais baixa do que o de outros equipamentos de mesmo porte com sistema horizontal. Com isso, o produtor economiza combustível nas operações diárias.

 

Descarga

Após a realização da mistura, o alimento é distribuído no cocho pelo sistema de descarga de alta eficiência da Trioliet. Todos os modelos da marca fazem a descarga total da mistura, sem deixar sobras no fundo dos vagões.

 

“A Trioliet, visando atender a todas as necessidades do campo, tem hoje em seu portifólio sistemas de descarga que se adaptam a qualquer situação necessária na propriedade”, diz Edgar.

 

Tecnologia exclusiva

 

A Trioliet oferece ainda vagões misturadores verticais com uma, duas ou três roscas verticais. Nos misturadores com duas e três rocas aparece uma exclusividade da marca, que é a patente de mistura horizontal entre as roscas do misturador, ou seja, os vagões Trioliet além de realizarem a mistura vertical também efetuam ao mesmo tempo a mistura horizontal. Essa tecnologia foi totalmente desenvolvida pela TRIOLIET, e nenhum outro fabricante mundial possui essa importante característica em seus equipamentos. Sendo assim, nos misturadores duplos ou triplos, independente do ponto da cuba onde for despejado o material, a mistura se dá de maneira homogênea, pois o conteúdo é distribuído vertical e horizontalmente pelo interior do compartimento.

 

Check Also

JCB do Brasil renova parceria com Faculdade de Engenharia de Sorocaba

Empresa incentiva o intercâmbio de conteúdo com a instituição e fortalece o desenvolvimento de pesquisas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *