Home / Destaque / Monsanto e a ferramenta Climate FieldView™ no Brasil

Monsanto e a ferramenta Climate FieldView™ no Brasil

A Climate planeja lançar oficialmente a ferramenta Climate FieldView® no Brasil para a próxima safra de grãos, que se inicia em agosto de 2017.

 

Drive instalado no trator

Para a utilização da ferramenta aplica-se um drive na máquina durante o plantio, colheita ou pulverização, e este drive associado a um iPad, colhe os dados de todo o processo cruzando informações em tempo real.

A ferramenta sincroniza as informações e envia para a web, onde o agricultor pode gerenciar dados sobre população, relevo, data, velocidade de máquina, entre outros, através de uma biblioteca digital de dados.

Sistema operando na máquina

O agricultor pode ainda monitorar pragas, doenças, ervas daninhas e pedras, bem como identificar as paradas de máquinas, tendo mais agilidade para desvendar os problemas de seu campo e ter maior velocidade para a tomada de decisões referente a qualquer aspecto que afete a eficiência da produção.

 

Michael Stern, Chief Executive Officer Climate

Segundo Michael Stern, chefe executivo da Climate Corporation o Climate FieldView® auxilia para a tomada de decisões mais inteligentes e não apenas intuitivas no campo. O sistema se utiliza de algoritmos muito avançados, e o projeto foi elaborado com um alto investimento para o qual foram contratados centenas de cientistas e engenheiros.

 

Esta inteligência artificial computacional cruza dados e mapas colhidos durante a produção e os compara. A plataforma já está sendo utilizada nos Estados Unidos, no Canadá, na Europa e agora está sendo adaptada para as necessidades do Brasil.

Mateus Barros, Líder Comercial América do Sul Climate

Mateus Barros, líder comercial da Climate para a América do Sul, destaca que o sistema se utilizada da “nuvem” da internet para armazenamento destes dados, portanto eles não se perdem, ficam guardados como um histórico de produção anual. Os dados vão para a nuvem e voltam processados, e podem ser analisados de forma fácil e intuitiva.

A ferramenta se encontra em fase de testes no país, e permite um gerenciamento da fazenda em tempo real. Alguns agricultores tiveram a oportunidade de utilizar o Climate FieldView® na safra verão 2016/2017 e safrinha para avaliá-la, e têm dividido sua experiência e sugestões.

 

Fernando Orlando dos Santos e seu avô Wilmo Orlando

Fernando Orlando dos Santos, dono e gestor da Fazenda São José, em Montividiu (GO), garante que antes de utilizar o Climate FieldView® era muito difícil fazer o estudo e os cruzamentos dos mapas gerados pelas plataformas das máquinas que possuem. Era também complicado importar os conteúdos para o computador, e garante que com esta ferramenta fica muito mais fácil a sincronização e a análise destes dados coletados. Fernando já pôde perceber a eficiência de plantio em relação à velocidade das máquinas visando economia de combustível, e pôde também verificar informações como população de plantas por talhão da fazenda, identificando os motivos para diferentes produtividades em diferentes talhões. Seus operadores também perceberam os benefícios da utilização por terem oportunidade de administrar e relatar erros na hora de operar a máquina, corrigindo possíveis problemas apontados em tempo real. Com isso, os funcionários têm a possibilidade de discutir com a chefia as dificuldades que enfrentaram durante os procedimentos, tendo registrados os locais exatos onde aconteceu cada parada de máquina ou problema de produção.

 

Felipe Schwening e seu pai Claudemir Schwening

Felipe Schwening, um dos proprietários da fazenda Pai Manoel em Rio Verde (GO) apontou o benefício de que seus funcionários com o uso da ferramenta trabalham muito mais dentro do planejado, já que o acompanhamento da produção permite verificar quem está sendo mais ou menos produtivo, e permite também identificar possíveis problemas de máquina e erros que geram consequentes perdas. Felipe mencionou que no Brasil o problema que enfrentamos em relação a um bom sinal de internet é um possível dificultador para esta novidade, mas que em fazendas onde existe sinal wi-fi o uso da plataforma é importante para a gestão em tempo real. Afirmou ainda que cruzar os dados entre plantio e colheita possibilita identificar muitos problemas e soluções para as próximas safras. Para a dificuldade apontada sobre problemas de sinal de internet, a empresa criou a solução de sincronização via bluetooth que pode ser feita ao final de cada dia.

 

Através desta plataforma o agricultor pode visualizar todos os dados em um só lugar, coletar dados das operações no campo e gerenciar sua fazenda com mais eficiência para desvendar e melhorar a produtividade.

 

 

 

Check Also

John Deere figura pela sétima vez entre as Melhores Empresas para Trabalhar no Rio Grande do Sul

Companhia conquista a segunda colocação na categoria “Grandes empresas” Muito além de benefícios, cada vez …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *