Home / Entrevista / Renato Silva – Diretor Comercial & Marketing Pla do Brasil

Renato Silva – Diretor Comercial & Marketing Pla do Brasil

img_20160406_094702661_hdr“A agricultura do Brasil vive um bom momento”

O Grupo PLA é formado por um conjunto de empresas dedicado à produção de máquinas e implementos agrícolas além de serviços relacionados. O Diretor Comercial & Marketing da Pla no Brasil, Renato Silva, diz que a agricultura do Brasil vive um bom momento, com uma boa rentabilidade aos produtores nas principais culturas do mercado local.

Quem é a Pla no contexto de equipamentos e na América Latina?

A Pla é líder no mercado argentino com praticamente metade da produção local e vem crescendo em outros mercados da América Latina, como Uruguai, Paraguai e Bolívia, mas em especial no mercado brasileiro, com investimentos significativos em produtos, na indústria e na rede de distribuição.
A Pla soube resistir às intensas transformações no mercado da Argentina e do Brasil. Como vocês esperam que evolua a atual conjuntura negativa dos mercados do Brasil?

O Brasil vem sofrendo com a profunda crise política, resultando em uma recessão econômica e muitas incertezas quanto ao futuro do país, seja por produtores ou investidores locais e internacionais. No entanto, a Pla acredita que com uma definição de situação política, colocará novamente o Brasil em rota de crescimento e credibilidade, assim como está acontecendo no mercado Argentino com a entrada do novo governo do Mauricio Macri.

img_20160406_090342732_hdr

Os grandes grupos industriais multinacionais estão incorporando equipamentos similares aos seus e de suas gamas, isso dificulta a distribuição de seus produtos? Ou por serem especialistas isso lhes beneficia?

A entrada das multinacionais no mercado de pulverizadores tem tornado o mercado brasileiro mais competitivo, no entanto, em função de toda história com pulverização obtidas nestes 40 anos, aliado ao foco em aplicação e, com a linha mais completa do país em pulverizadores e fertilizadores autopropelidos, acreditamos que conseguimos atender uma gama de produtores que buscam uma máquina com tecnologia e especifica à sua necessidade proporcionando o melhor tratamento possível a sua lavora. Temos trabalhado também em conjunto com o nossa equipe do leste europeu para dimensionar alguns equipamentos específicos a região que, aliado ao câmbio favorável, tem permitido iniciar o ano de uma forma positiva, com o envio de algumas máquinas adicionais principalmente aos mercados de Romênia e Cazaquistão.

 

Pela sua ampla experiência de mercado, como os senhores pensam que será o ano de 2016?

Acreditamos que a evolução do ano de 2016 dependerá muito das definições no âmbito da política, porem diferentemente de outros segmentos, a agricultura do Brasil vive um bom momento, com uma boa rentabilidade aos produtores nas principais culturas do mercado local. Isto permitirá uma retomada rápida na venda de máquinas, pois o produtor brasileiro vem buscando obter cada dia mais, uma máquina com tecnologia que permita obter o máximo da terra. Vamos continuar investindo nos projetos em pulverização e fertilização, pois é ai que a Pla do Brasil quer ser lembrada pelos produtores brasileiros como uma marca com alta tecnologia, focada em pulverização e fertilização, ideal para o sua lavoura.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *